24 de agosto de 2011

LUTA


"Duvido muito que por pior que seja o sofrimento nos torne `melhores` , mas sei que nos torna mais profundos". E isso ja disse Nietzsch em seu livro A Gaia Ciencia/Alegre Saber, uma critica aos caminhos e descaminhos trilhados pelo homem no decorrer dos seculos, uma tentativa de explicar as verdadeiras raizes do conhecimento humano puro e cristalino.

Nao quero nada alem de uma vida plena, com amigos que tolerem meus defeitos, meus devaneios, minhas loucuras. Quero liberdade espiritual e intelectual, ser conhecedor de mim mesmo, ser meu proprio algoz. Sofrer sim, mas na totalidade de sua definicao, chegar ao fundo do poco e encontrar sempre uma mao pra me salvar na hora certa...quero continuar lutando contra mim mesmo, em favor dos meus ideais, continuar me chocando contra tudo e contra todos que vivem uma vidinha mais ou menos...quero quebrar padroes, eliminar rotulos, mudar o mundo. Mas nao com o ideal da juventude dos anos dourados. Quero fazer a diferenca no mundo e ser reconhecido por isso!
Meus pensamentos me levam pra longe, numa viagem onde nao existe ponte aerea. Quero enfrentar ora com injurias de um indefezo torturado, ora com a resignacao rigida, surda, o nada dos orientais, todo o sofrimento que ainda tenho que passar, mas com consciencia de que tudo nao passa de um simples desejo universal e quem dita as regras ainda sou eu, dos meus limites, das minhas vontades.
Canse de ser o silencio vazio, a dor sem remedio, a chuva sem gota. To aqui pra encontrar o dono dessa danca maluca do dia e da noite, o responsavel por essa sombra perdida, a fera que me fez sofrer!!!

2 comentários:

Bruno Batiston disse...

É que cansa.

Vagner Figueiredo disse...

Sofri, sabe!
E me tornei mais rude.