18 de setembro de 2011

MEU TEMOR

Temo o inevitavel, a lingua maliciosa dos que nao tem amor ao proximo, a falta de compaixao, de caridade, de respeito...Temo a presenca dos que gostam de assistir seu desespero, seu medo, sua angustia e nada fazem alem de rir e se divertir e aplaudir suas decepcoes. Temos que o mundo e as pessoas nunca vejam o verdadeiro sentido da vida, do que e' ser humano, que nunca sintam o verdadeiro amor...temo a miseria espiritual pela qual nos aproximamos, sempre em busca daquilo que nos traz felicidade momentanea, do modismo, do "nadismo"! Nao temo perder amigos e amores por falta de compreensao, mas temo em perder as asas de minha liberdade e a sensibilidade de enxergar quem relamente esta ao meu lado nao pelo que sou, mas pelo que represento! Temo em nunca mais parar de sofrer por perder pessoas que eu amo!
Temo a inercia de um erro, de um desvio, de um passo em falso, decalco no asfalto quente, num dia de sol trincante...temo precisar e nao ter acesso, temo as algemas de uma vida de incertezas, as mordacas de verdades que devem ser ditas...temo os sonhos que ainda nao conquistei virarem pesadelos, temo o tempo...esse eu temo de verdade!
Temo jamais sentir novamente as batidas de seu coracao!

2 comentários:

Isa disse...

Não tenha medo! o medo impede o ser humano de crescer(eu sei disso pq tb estou tentando crescer); você é ousado, é criativo, é artistico! Rompa com o medo! rompa com o passado! rompa com a insegurança! Crie laços mais fortes com sua ousadia, com sua criatividade, com a arte que é um dom que Deus te deu; Estreite seus laços com Deus, com Jesus!
Estamos aí, nas paradas de sucesso tentando crescer. bjs. Isa

Vagner Figueiredo disse...

Aprendi a enfrentá-lo. Então quando sinto medo, vou lá e faço, enfrento o que quer que seja!