29 de março de 2010

LUTO

Luto contra os meus defeitos
contra minha inseguranca,
medo disso ou daquilo
que vejo, do que sinto
no silencio do meu quarto 
escuro, na imensidao 
da minha imaginacao.

Luto contra o preconceito
contra a falsa imagem, 
contra o rotulo desnudo
dos fracos, agressores
de uma sociedade imoral...
mortalidade sanguinolenta
sem sentido verdadeiro
que fere, que mata...
...destroi.

Luto contra tudo
aquilo que vai contra meus principios;
luto contra o mudo
calado, sem opiniao
luto contra o mudo
que fala besteiras com seus olhos,
seus gestos
dilema de dois mundos
ditadura
imposta, silencio.
Segredo.
Luto.
      DOUGLAS MAGLIO

3 comentários:

Isa disse...

Lutar! verbo dificil muitas vezes de se dar ação, mas depois que vemos os resultados dessa ação aí dizemos "como foi bom lutar!"
como é bom dizer seja qual foi o resultado "mas eu lutei, eu fiz, eu procurei".
gostei!
bjs
Isa

Paulo Henrique disse...

No luto, nada melhor que algo para substituir o objeto perdido para a superação. Observe ao redor, que tantas opções estão disponíveis para você agarrar e dar prosseguimento. Abraço.

Allan C. disse...

Lute e não desiste!

Te mandei email.